Gargalo para empresa familiar

16/11/2010 às 11:12 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Gargalo para empresa familiar

Pesquisa aponta que 63% das empresas familiares brasileiras têm preocupação com contratação de mão de obra qualificada

por Agência Estado

A dificuldade de recrutar mão de obra qualificada é hoje a principal preocupação das empresas familiares em nível mundial, especialmente em países emergentes como o Brasil, que foram menos afetados pela crise internacional.

Pesquisa global da PricewaterhouseCoopers (PwC) com 1.606 empresas familiares em 35 países revela que o recrutamento de trabalhadores qualificados foi apontado por 38% das companhias como a principal demanda interna nos próximos 12 meses.

Os resultados são mais relevantes entre as empresas familiares de países emergentes, em que 54% das companhias apontaram esse como o principal problema no curto prazo. No Brasil, o índice é ainda mais significativo: chega a 63%. Já nos mercados desenvolvidos, a fatia de empresas familiares preocupadas com escassez de mão de obra é menor que o índice global: está em 34%.

Para chegar a esses resultados, a PwC consultou, entre maio e agosto deste ano, os principais executivos dessas companhias, que atuam na Europa, Oriente Médio, Américas e Ásia-Pacífico. A amostra considerou empresas com, no mínimo, cinco funcionários e faturamento superior a 5 mil. Três critérios foram usados para considerar uma empresa como familiar: a maioria dos votos é detida pela pessoa que constituiu ou adquiriu a companhia; pelo menos um representante da família está envolvido na gestão da empresa de capital aberto; a pessoa que constituiu ou adquiriu a empresa detém 25% das ações representativas com direito a voto.

Carlos Mendonça, sócio da PwC Brasil e um dos responsáveis pelo estudo global, explica por que a dificuldade de recrutar mão de obra qualificada pelas companhias familiares brasileiras é muito maior em relação a outros países. "As economias desenvolvidas sofreram mais com a crise do que o Brasil. Por isso, hoje há maior disponibilidade de mão de obra lá do que aqui."

Além disso, pelo fato de as companhias familiares aqui serem, em geral, menos estruturadas em planos de carreira para os funcionários em relação às economias desenvolvidas, a dificuldade de recrutar e reter mão de obra qualificada é maior no País comparativamente aos demais.

Mendonça destaca que o segundo maior desafio apontado pelas empresas familiares brasileiras é a reorganização da companhia, com 45% das empresas que responderam essa pesquisa apontando essa como uma dificuldade a ser superada.

Na avaliação do consultor, a reorganização e profissionalização das companhias familiares facilitam o recrutamento e a retenção de talentos. "A profissionalização de empresas familiares acaba sendo a luz no fundo do túnel", diz Mendonça, fazendo referência a planos de carreira e benefícios oferecidos pelas companhias. O executivo observa que, tanto no Brasil como no mundo, quase 50% das empresas familiares não têm um plano de sucessão para as funções mais importantes de nível executivo.

Investimentos

De acordo com a enquete, 94% das companhias familiares brasileiras pretendem investir em recursos humanos e treinamento para melhorar a produtividade e a competitividade nos próximos 12 meses. Esse é o foco das empresas familiares nacionais.

Já os resultados globais mostram um índice menor, com 67% das companhias familiares no mundo interessadas em fazer aportes nessas áreas. Mesmo assim, investimentos em recursos humanos e treinamento são prioridade entre todas as empresas.

Nas companhias familiares brasileiras, a principal medida para reter talentos é o desafio no trabalho (85%), seguido pela remuneração(82%) e o desenvolvimento de carreira (74%). Já nos resultados globais, a remuneração está na liderança (75%). Mendonça diz que países com força de trabalho jovem dão prioridade a desafios e desenvolvimento de carreira em detrimento da remuneração, que prevalece nas economias maduras.

ULTIMO DIA – Planejamento Tributário para 2011

16/11/2010 às 11:08 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Planejamento Tributário para 2011

Lucro Real, Presumido ou Simples Nacional???

Como transitar para o Lucro Real em 2011???

Objetivo: Demonstrar ao participante qual o melhor regime tributário para a empresa, dentro dos limites legais, objetivando redução da carga tributária.

Indicado para: Contadores, técnicos em contabilidade, “controllers”, auditores, consultores, acadêmicos de contabilidade e demais interessados na matéria.

Local:

CRC/SC Conselho Regional de Contabilidade

Av. Osvaldo Rodrigues Cabral, 1900
CEP 88015-710 – Centro – Florianópolis/SC

Data: 16 de novembro de 2010 (terça-feira)

Horário: 08h30 às 18h.

Investimento:

R$ 150,00 para contabilistas em dia com o CRC/SC – válido até 09/11.

R$ 200,00 para demais participantes

Para se inscrever acesse www.metacursos.com.br

Instrutor: Dr. Laurenil Tadeu, Advogado tributarista, contabilista, consultor e redator de matérias tributárias, assessor de empresas e escritórios de contabilidade, ministrante de treinamentos por diversas empresas e instituições.

Programa:

– Conceito de Planejamento Tributário
– Distinção entre elisão e evasão
– Princípios constitucionais pertinentes
– Desconsideração dos atos e negócios jurídicos

– Desconsideração da personalidade jurídica

– As combinações de negócios regulamentadas na nova lei contábil e o tratamento tributário do IRPJ
– Regimes de Tributação
– Lucro Real: diretrizes de enquadramento e as providências imediatas face à nova Lei Contábil vigente para todas as empresas no Brasil.

– Peculiaridades do Lucro Real: adições e exclusões; como identificar despesas dedutíveis ou não; os cruzamentos internos na DIPJ

– RTT: seu significado e o que se espera das empresas em termos de registros.
– Lucro Presumido: regras para opção
– Pis/Cofins: Cumulativo e não-cumulativo
– Simples Nacional
– Considerações sobre os principais pontos
– Vantagens e desvantagens
-Tributação sobre o Faturamento
– Venda para entrega futura
– Faturamento antecipado
– Regime de Caixa x Regime de Competência

Incluso:

– Material de apoio

– Apostila

– Coffee Break

– Certificado

Curso PEC: Proteção Patrimonial, Sucessão Familiar e Planejamen to Tributário

16/11/2010 às 11:07 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
logo%20PEC(17).jpg

Curso:

Proteção Patrimonial, Sucessão Familiar e Planejamento Tributário
Objetivo: Identificar as principais modalidades de planejamento tributário; Demonstrar algumas ferramentas de proteção patrimonial; Alertar para a importância de planejar a sucessão e evitar o inventário; Apresentar vantagens na formação de estrutura societária para a gestão do patrimônio familiar; Distinguir a elisão (planejamento lícito) da evasão fiscal.

Público Alvo: Profissionais das áreas Contábil, Jurídica ou Econômica e interessados em adquirir ou atualizar conhecimentos sobre o tema. Empresários e executivos de gestão.

Conteúdo Programático:
► Principais modalidades de planejamento tributário:
► Contencioso Ativo e Passivo;
► Consulta Fiscal;
► Anistias e Remissões;
► Reestruturação societária;
► Sucessão:
– conceito e fundamento;
– Doações e Colações;
– Planejamento Sucessório-Societário.
► Formação de holding imobiliária e de participações;
► Mecanismos Societários de Estabilização do Controle;
► Acordos de acionistas e cotistas;
► Limites e circulação de quotas e ações;
► Reorganização Contábil.

Palestrante
: Felipe Lückmann Fabro é advogado e bacharel em Relações Internacionais. Professor de Direito Tributário e Tópicos Avançados de Direito Tributário da Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina (ESMESC) e Escola Superior da Advocacia da OAB-SC (ESA); Professor Convidado do Curso de Especialização em Direito Tributário da UNISUL ;Pós-Graduado em Direito Tributário pela Fundação Getúlio Vargas FGV/RJ. Doutorando em Direito Societário pela Universidade de Buenos Aires (UBA). É Consultor Externo do Instituto Innovare, uma organização não política dedicada a promover um Judiciário mais ágil e mais eficiente no Brasil.

Carga horária: 4 horas

Observação: Será fornecido apostila e certificado.

Cronogramas das Cidades:

CIDADE DATA HORÁRIO CONTATO
JOINVILLE 18/11/2010 8h às 12h Sindicont (47) 3433-1131
JARAGUÁ DO SUL 18/11/2010 14h às 18h Sindicont (47)3371-8920
BLUMENAU 19/11/2010 8h às 12h Sescon (47)3326-0236
ITAJAÍ 19/11/2010 14h às 18h Sindicont (47)3241-0300
CAÇADOR 23/11/2010 14h às 18h Sindicont (49)3563-0499
VIDEIRA 24/11/2010 8h às 12h Sindicont (49)3566-6606
JOAÇABA 24/11/2010 14h às 18h Sindicont (49)35220382
CONCÓRDIA 25/11/2010 8h às 12h Sindicont (49)3442-0137
CHAPECÓ 26/11/2010 8h às 12h Sindicont (49)3323-5646
SÃO MIGUEL OESTE 26/11/2010 14h às 18h Sindicont (49) 3622-1035
BRUSQUE 30/11/2010 14h às 18h Sindicont (47)3355-6249
ORLEANS 01/12/2010 8h às 12h Delegacia (48)3466-0683
TUBARÃO 01/12/2010 14h às 18h Sindicont (48)3622-3379
CRICIÚMA 02/12/2010 8h às 12h Sindicont (48)3433-2190
ARARANGUÁ 02/12/2010 14h às 18h Sindicont (48) 3524-4228
LAGES 03/12/2010 8h às 12h Sindicont (49)3222-5152
FLORIANÓPOLIS 07/12/2010 8h às 12h Sescon (48)3222-1409
BAL. CAMBORIÚ 07/12/2010 14h às 18h Sindicont (47)3367-4530
RIO DO SUL 08/12/2010 14h às 18h Sindicont (47) 3521-2870

Vagas%20Limitadas(18).jpg

Contadores%20publicos.jpg

lida.php?fk_cliente=83&info=943&email=comunicacao@crcsc.org.br

Festa de Confraternização 05/12/2010

16/11/2010 às 11:07 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

8282.jpg

=

Curso PEC – Auditoria Trabalhista em Departamento Pessoal – Florianópolis 19/11

16/11/2010 às 11:06 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Curso PEC – Auditoria Trabalhista em Departamento Pessoal – Florianópolis 19/11
logo%20PEC(15).jpg

Curso:

Curso PEC – Auditoria Trabalhista em Departamento Pessoal – Florianópolis 19/11/2010
Objetivo: Analisar, investigar, apurar e conferir a exata aplicação da legislação trabalhista em todas as suas rotinas e obrigações estabelecida sem Lei. A demonstração de eventuais falhas na observância das obrigações acessórias e burocráticas inerentes aos direitos dos trabalhadores, é condição essencial para abusca da eficiência do setor e evitar os elevados custos das multasadministrativas, impostas pela fiscalização do trabalho, bem como ooneroso e indesejável surgimento do chamado Passivo Trabalhista.

Público Alvo:
Contadores,Auditores, chefes e encarregados de departamentos de pessoal e demaisprofissionais que atuam na área de departamento de pessoal. Este curso, pressupõe conhecimento básico da legislaçãotrabalhista.

Conteúdo Programático:

I – INTRODUÇÃO
Conceitos Fundamentais
Fiscalização do Trabalho
Justiça do Trabalho
Auto Fiscalização (Auditoria Interna)
Legislação Trabalhista Brasileira
Programa de Trabalho
II – PROGRAMA DE TRABALHO
Montagem
Sugestão
III – ROTEIRO DE DESENVOLVIMENTO
Documentação
Sistemática
IV – ADMISSÃO DE EMPREGADOS
Documentos Necessários à Admissão
Atestado de Antecedentes e Exames de Gravidez
Preenchimento de Documentos
Procedimentos Complementares:
Check List
Análise de Caso Prático – Exercício
V – FOLHA DE PAGAMENTO
Legislação
Introdução
Obrigatoriedade
Requisitos
Salário e Remuneração
Discriminação das Verbas
Horas Extras
Adicional Noturno
Adicional de Periculosidade
Adicional de Insalubridade
Adicional de Insalubridade e Horas Extras
Descontos na Folha de Pagamento
Contribuição Sindical
Vale-Transporte
Contribuição à Previdência Social
Contribuições para Outras Entidades
Prazo Para Recolhimento
Check List
Análise de Caso Prático – Exercício
VI – CONTRATO DE TRABALHO
Legislação
Check List
VII – JORNADA DE TRABALHO
Legislação
Jurisprudência
Jornada de Trabalho
Horas Extras
Compensação da Jornada de Trabalho
Banco de Horas
Horário Noturno
Adicionais Respectivo
Intervalos InterjornadaIntervalos Intrajornada
Jornadas reduzidas
Check List
Análise de Caso Prático – Exercício
VIII – FÉRIAS
Legislação e Conceitos Aplicáveis
Férias Coletivas
Remuneração das Férias
Súmulas do TST
Prescrição das Férias
Check List
Análise de Caso Prático – Exercício
IX – DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO
Legislação e Comentários
PrazoProporcionalidade
Integram a Base de Cálculo
Ajuste de Variáveis
1ª Parcela
Encargos Sociais
Check List
Análise de Caso Prático – Exercício
X – TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO-DE-OBRA
Legislação
1- Definição
2. As Diretrizes
3. Operacionalização
4. Controle de Terceiros
Súmula
Check List
XI – RELATÓRIO
Formulação
Modelo
XII – Exercícios Práticos

Palestrante: Leandro A. Lunardi, Advogado, 30 anos atuando como Consultor e Instrutor de Cursos Trabalhistas e Previdenciários, Pós Graduado em Direito do Trabalho, pela faculdade de Direito de Curitiba, Diretor e Consultor de ACTO Edição e ACTO Cursos, consultor de empresas, palestrante e instrutor de cursos em entidades como CRC-PR, SESCAP-PR, SESCON-SC, Sicontiba e empresas privadas, tais como Contadez Cursos, Labor Jurídico, Meta Cursos, e outras.

Carga horária: 8 horas (8h30 às 18h)

Data: 19/11/2010 – sexta-feira

Local: CRCSC – Av. Osvaldo Rodrigues Cabral, 1.900 – Centro – Florianópolis SC

Observação: Será fornecido apostila, certificado e coffee break.

Mais informações e inscrições:

Sescon Grande Florianópolis.

Pelo telefone 3222-1409 ou e-mail sescon@sesconfloripa.org.br

Vagas%20Limitadas%2823%29.jpg

lida.php?fk_cliente=83&info=798&email=adrmattos@brturbo.com.br

Resumo das últimas alterações do RICMS/SC

16/11/2010 às 11:04 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

AUXILIAR FINANCEIRO

16/11/2010 às 11:03 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

CURSO: AUXILIAR FINANCEIRO

18 e 19 DE NOVEMBRO

INSCRIÇÕES ATÉ 16/11/2010

Objetivo:Proporcionar aos participantes o conhecimento das rotinas e controles do Departamento Financeiro – Contas a Receber e a Pagar, Tesouraria (Caixa e Bancos) e Fluxo de Caixa – e a relação com os demais departamentos.

Público Alvo:Auxiliares e assistentes administrativos, financeiros, estudantes e estagiários buscando seu espaço no mercado de trabalho, interessados em conhecer as rotinas do Departamento Financeiro.

Programação:

1. Objetivo e Finalidade do Departamento Financeiro

2. Conceitos: Plano de Contas, Ativo, Passivo, Receita, Despesa, Débito, Crédito, Tipos de

3. Empresas e Tributação

4. Objetivo e Finalidade do Controle do Contas a Receber

5. Contabilização do Faturamento

6. Contabilização da Liquidação das Duplicatas (Juros e Descontos)

7. Conta a Receber via web – Emissão Boleto; Envio/Retorno do arquivo ao Banco

8. Baixa dos Recebimentos

9. Controle da Inadimplência

10. Crédito e Cobrança – Ficha Cadastral; Inf. Cadastrais; Limite de Crédito

11. Forma de Cobrança – Telefone/ Carta/ Emp. de Cobrança

12 Objetivo e Finalidade do Controle do Contas a Pagar

13. Formação do Processo de Pagamento

14. Pedido de Compra e Nota Fiscal de mercadorias e serviços

15. Principais retenções incidentes sobre os pagamentos para PF e PJ (INSS/ IRRF/

16. PIS/ COFINS/ CSLL/ ISSS

17. Sistemas e Formas de Pagamento

18. Conta a Pagar via web – Envio/Retorno do arquivo ao Banco; Baixa dos Pgtos

19. Contabilização das Contas a Pagar

20. Tesouraria

21. Controle do Caixa e Bancos

22. Conciliação Bancária

23. Fluxo de Caixa

Palestrante: Carlo Rodrigo Dias – Graduado em Sistemas de Informação e Pós-graduado em Gestão Estratégica de Negócios pela FURB/INPG. Gerente executivo com experiência em planejamento e coordenação de recursos administrativos e financeiros. Gerente de desenvolvimento de software e instrutor em cursos de operação de sistemas de automação.

Informações:

Carga Horária: 16 horas aula

Local: HOTEL VALERIM PLAZA- Rua Felipe Schmidt, 705- Fone: 48- 2106-0200

Data: 18 E 19 DE NOVEMBRO

Horário: 8h00min às 12h: 00min/ 13h:30min às 17h30min

Investimento:

Associados do SESCON/GF

R$ 240,00(duzentos e quarenta reais)

Associados CRC/SC

R$ 320,00 (trezentos e vinte reais)

DEMAIS INTERESSADOS

R$ 440,00(quatrocentos e quarenta reais)

Contato: Pelo fone (48) 3222-1409 ou pelo e-mail: comercial

SERÁ FORNECIDO CERTIFICADO, MATERIAL DIDÁTICO E COFFEE- BREACK

O SESCON/GF RESERVA-SE NO DIREITO DE REALIZAR O CURSO APÓS O FECHAMENTO DA TURMA.

=

Mais um feriado em novembro em SJ e Fpolis

16/11/2010 às 10:55 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
No próximo dia 20 de novembro será feriado no município de São José, em comemoração ao dia da Consciência Negra.

O feriado foi aprovado pela Câmara de Vereadores de São José de acordo com a lei nº 4.854 de 9 de novembro de 2009, que institui como feriado municipal a data de aniversário da morte de Zumbi dos Palmares, o líder negro de todas as raças e símbolo de resistência e luta contra a escravidão.

Também em Florianópolis a referida data será comemorada com feriado municipal.

Em Palhoça não foi sancionada lei municipal, motivo pelo qual o dia 20 de no vembro será normal.

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: