ALERTA da RECEITA FEDERAL – FRAUDE! = ESSE VAI PEGAR MUITA GENTE !

11/03/2011 às 14:59 | Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

CUIDADO COM ESTE GOLPE. É UM MODELO INOVADOR, POIS NÃO VEM POR E-MAIL, VOCÊ RECEBERÁ UMA CORRESPONDÊNCIA EM SUA RESIDÊNCIA. MUITO CUIDADO. SE RECEBER ALGO NO FORMATO ABAIXO, DESTRUA, JOGUE FORA!

.

MUITO CUIDADO.

Treinamento Dale Carnegie (13 semanas) Florianopolis

11/03/2011 às 14:27 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Comunicação, Relações Interpessoais, Liderança e Oratoria

Treinamento Dale Carnegie

Inicios:

Classe 109 – Inicio dia 29 de março – noites de terça feira

Classe 110 – Inicio dia 25 de abril – noites de segunda feira

Treze semanas consecutivas

Este processo existe ha 99 anos, estamos presentes no mundo todo.

O certificado tem reconhecimento Internacional, validando créditos para cursos fora do pais.

No treinamento, a proposta será trabalharmos competencias comportamentais, entre elas:

* Aperfeiçoar a liderança pessoal e organizacional atraves de uma comunicação eficaz e objetiva, fazendo-se entender;

* Obter cooperaçao e resultados através das pessoas – gerenciando melhor o seu próprio tempo,

* Administração de conflitos e mudanças – gerando mais qualidade de vida,
* Análise de problemas e tomada de decisões – permitindo equilíbrio para delegar e cobrar resultados ao invés de simples cumprimento de tarefas.

CPF Gratuito para Mulheres – 09 a 11 de março

11/03/2011 às 12:39 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

CPF Gratuito para Mulheres – 09 a 11 de março

A Caixa Econômica Federal vai oferecer, no período de 09 a 11 de março, o serviço de inscrição gratuita no CPF (Cadastro de Pessoa Física). Todas as agências da Caixa vão disponibilizar o benefício em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

O objetivo da CAIXA é possibilitar o acesso das mulheres às políticas públicas do Governo Federal: Programa Fome Zero, Bolsa Família e o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), além de facilitar o acesso à inclusão bancária e ao microcrédito.

A iniciativa ajuda a "Promover a Igualdade de Gênero e a Autonomia das Mulheres", conforme previsto no terceiro Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM). O compromisso foi assumido pela CAIXA junto ao PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento).

fonte: http://www.dgabc.com.br/News/5871214/caixa-vai-emitir-cpf-gratuito-na-semana-da-mulher.aspx

Vá a uma agência da caixa e atualize seu cadastro ou faça o CPF. Está campanha é para comemorar o dia internacional da Mulher

SESCON/GF – CURSOS

11/03/2011 às 12:39 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Rozilda Cardoso da Silva

Assistente de cursos

SESCON/GF – RETENÇOES NA FONTE NAS PRESTAÇÕES DE SERVIÇOS

11/03/2011 às 12:38 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Rozilda Cardoso da Silva

Cursos

Ponte certeira

11/03/2011 às 12:30 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Para aumentar as vendas, as pequenas empresas dispõem dos leads de internet, uma boa saída para obter clientes com retorno garantido

por Da Redação

De acordo com levantamento do Sebrae, metade das pequenas empresas brasileiras ainda não é informatizada e está por fora das oportunidades de negócios geradas pela web – um mercado que movimenta cerca de R$ 14,3 bilhões, segundo estimativa da empresa e-bit, especializada em comércio eletrônico.

Uma das ferramentas on-line já disponíveis no mercado brasileiro para pequenas empresas é o lead. Por meio de campanhas de divulgação em sites, mecanismos de busca, comunidades sociais, redes de afiliados, e-mail marketing e classificados web, é possível fazer uma ponte certeira entre a empresa que quer vender e o consumidor decidido a comprar. “A geração de leads é uma das formas mais rápidas e certeiras para conquistar novos clientes. Pesquisas mostram que o retorno é muito maior que mídias tradicionais, como TV, jornais, mala direta, etc. O retorno também é muito superior a outros tipos de mídia on line, como banners ou e-mail marketing”, diz Caio Balieiro, diretor de operações da Vendedoor.

Leads nada mais são do que informações detalhadas desses consumidores. Até pouco tempo, o mercado só dispunha de ferramentas menos precisas, como a mala direta, para chegar ao consumidor. “No exterior, a geração de leads para pequenas empresas já é uma realidade. No Brasil, as que já utilizam leads percebem a cada dia a importância dessa ferramenta para seu trabalho, pois é visível o incremento de vendas que ela proporciona e a assertividade na prospecção”, explica Roni Hajnal, executivo à frente do departamento comercial da Vendedoor, que atualmente vende leads para cerca de 200 pequenos negócios, como revendas de celular e empresas de plano de saúde, consórcio e monitoramento.

Após o primeiro contato com o potencial consumidor, a Vendedoor qualifica as informações. Nesse processo, leads que não se enquadrem no perfil são descartados; os demais são enviados rapidamente ao cliente, que se encarrega de realizar a venda.

Além de facilitar a venda, o lead também é um incentivo ao crescimento. A Vendedoor alinha seu trabalho de inteligência para que o cliente receba um fluxo de leads adequado à sua estrutura. Mas quem gosta de enviar contatos de clientes certos para a concorrência? “Existe uma pergunta simples que força o cliente a se tornar mais agressivo: ‘posso mandar o excedente dos leads para outra empresa?’ Diante disso, todos buscam se adequar à demanda do público captado pela Vendedoor”, diz Hajnal.

Primeiro na busca

Outro facilitador de negócio on-line também oferecido pela Vendedoor e interessante aos pequenos empresários é o link patrocinado. Por meio dessa ferramenta, o cliente passa a aparecer com destaque nas pesquisas feitas na web. “Os links patrocinados permitem à empresa divulgar seus produtos e serviços através da internet de forma muito mais abrangente e a menores custos do que qualquer outra mídia tradicional”, explica Hajnal. Além disso, empresas com atuação regional podem melhorar a divulgação de seus produtos e serviços, já que em muitas cidades do país há falta de veículos locais de imprensa.

Sobre leads

Em vendas, não há nada mais eficaz do que lidar com um consumidor decidido a fechar negócio. E os leads viabilizam exatamente isso, pois são informações detalhadas de pessoas físicas ou jurídicas já decididas a comprar o produto ou serviço de determinada empresa. Melhor: o consumidor chega até a empresa por vontade própria.

A Vendedoor capta essas informações por meio de campanhas de webmarketing, realizadas em mecanismos de busca, portais verticais, comunidades sociais, redes de afiliados, e-mail marketing, classificados web etc, e montadas sob medida para o segmento do cliente. Após o primeiro contato do potencial consumidor, qualifica as informações e classifica os leads. Nesse processo, leads que não se enquadrem no perfil são descartados; os demais são enviados rapidamente ao cliente, que se encarrega de realizar a venda.

Sobre a Vendedoor

Fundada em 2006 por três jovens executivos das áreas de vendas e marketing, a Vendedoor é pioneira no Brasil, com o serviço de geração de leads, com remuneração por resultados, desde janeiro de 2009. Com sede em São Paulo, a agência atende a empresas de todos os portes e de todo o Brasil, entre eles Brasilveículos (Banco do Brasil), Banco Fibra, Medial Saúde, CTBC Telecom, ADT Brasil, Centrix Contact Center e Prosper Gillan. Atualmente, atua nos segmentos de call center, telefonia fixa e celular, internet, TV por assinatura, planos de saúde, seguros, rastreamento/monitoramento, serviços financeiros, assinaturas (publicações) e veículos.

Em 2010, a empresa cresceu 200% em comparação com o mesmo período de 2009. O volume de negócios teve crescimento semelhante: a Vendedoor gerou cerca de 60 mil leads em 2010, contra cerca de 12 mil em 2009. Para este ano, a Vendedoor espera crescer 120% em seu faturamento e atingir a marca de 200 mil leads vendidos.

O PODER DE QUEM PAGA A CONTA

11/03/2011 às 12:29 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

ARTIGOS

O PODER DE QUEM PAGA A CONTA

O poder econômico também não existe para comprar corpos, consciências, corações e mentes. Numa organização, essas coisas não estão à venda, mas estão à inteira disposição de quem as convide para trilhar o caminho da ética, da justiça, da legalidade, do Bem.

Por Floriano Serra *

Alguns leitores já devem ter percebido que, quando por alguma razão certos clientes de prestadores de serviços se sentem contrariados, não hesitam em dar mostras públicas do seu poder e soltam pérolas como: Eu estou pagando! Então exijo que seja feito assim!

Nestes casos, é de se acreditar que a posse de dinheiro não seja proporcional à posse da boa educação.

Infelizmente, em algumas famílias, também existe a presença de frases que pretendem deixar claro quem é que manda no pedaço: Enquanto você viver às minhas custas, as coisas aqui vão ser do jeito que eu quero!

Em um grande número de empresas, guardadas as devidas proporções e contextos, ocorrem situações análogas àquelas: como elas pagam os salários e concedem os benefícios, o empregado tem que se submeter a condições e práticas nem sempre profissionais e saudáveis, como atestam os recentes e inúmeros casos de assédios, burnouts e bullyings que a imprensa vem divulgando.

Nesses exemplos, há um lamentável e elementar erro de interpretação do significado e do objetivo do chamado poder econômico.

Não custa lembrar que a finalidade desse poder não é impor nem obrigar pessoas a fazerem o que não querem ou algo que contrarie suas condições, seus valores e seus direitos. Aliás, para conseguir isso ninguém precisa de poder econômico: basta um ultrapassado chicote, ou chibata, usados farta e desumanamente no tempo da escravidão.

O poder econômico também não existe para comprar corpos, consciências, corações e mentes. Numa organização, essas coisas não estão à venda, mas estão à inteira disposição de quem as convide para trilhar o caminho da ética, da justiça, da legalidade, do Bem.

Estes comentários pretendem convidar determinados profissionais para uma reflexão sobre uma premissa óbvia, mas nem sempre observada: o poder que emana do dinheiro, seja na forma de pagamento, mesada ou salário, não dá a nenhum tipo de liderança o direito de, sob qualquer pretexto, comprometer a qualidade de vida e a auto-estima dos liderados.

A propósito deste assunto, permitam-se transcrever uma frase admirável, atribuída a certo Ed Liden, sobre o qual não tenho maiores informações, mas que certamente sabia o que dizia em matéria de gestão de pessoas:

Pode-se comprar o tempo de um Homem. Pode-se comprar a presença física de um Homem em determinado lugar. Pode-se até mesmo comprar um número exato de habilidosas ações musculares por hora e por dia. Mas não se pode comprar entusiasmo. Não se pode comprar espírito de iniciativa. Não se pode comprar lealdade. Não se pode comprar a dedicação do coração, da mente e da alma. Essas coisas você tem que merecer.

Em resumo: o poder econômico que não conduz as pessoas à felicidade, não merece o nome de poder. Talvez chicote, ou a chibata.

*Floriano Serra é psicólogo, palestrante e docente de seminários comportamentais. É diretor-executivo da SOMMA4 Gestão de Pessoas, autor de vários livros e inúmeros artigos sobre o comportamento humano no trabalho. Ex-diretor de RH de empresas nacionais e multinacionais.

VALOR DOS BENEFÍCIOS – ALTERAÇÃO EM FACE AO NOVO SALÁRIO MÍNIMO

11/03/2011 às 12:28 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Os Ministros de Estado da Previdência Social e da Fazenda, através da Portaria MPS/MF nº 115, de 03.03.2011, publicada no DOU de 04.03.2011, dispõem sobre o valor dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social – INSS com base no valor do salário mínimo, vigente a partir de 1º de março de 2011.

O valor mínimo dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social – INSS será de R$ 545,00 (quinhentos e quarenta e cinco reais), a partir de 1º de março de 2011.

A partir de 1º de março de 2011, o salário-de-benefício e o salário-de-contribuição não poderão ser inferiores a R$ 545,00 (quinhentos e quarenta e cinco reais), nem superiores a R$ 3.689,66 (três mil seiscentos e oitenta e nove reais e sessenta e seis centavos).

A norma estabeleceu a permanência do valor do teto máximo do salário-de-contribuição, portanto, não resultará em nenhuma alteração na Tabela de Salário-de-contribuição que vigora desde Janeiro de 2011.

DACON REFERENTE A JANEIRO/2011 – MULTAS POR ATRASO NA ENTREGA COBRADAS INDEVIDAMENTE – CANCELAMENTO AUTOMÁTICO

11/03/2011 às 12:16 | Publicado em Uncategorized | 3 Comentários
A Receita Federal do Brasil postou em seu site esclarecimentos sobre a cobrança indevida de multa por atraso na entrega da Declaração (MAED).

Segundo a nota publicada no site da RFB, devido a fatores ainda não identificados, foram cobradas Maed (multa por atraso na entrega da Declaração) indevidamente na entrega dos Dacon referentes a janeiro de 2011 transmitidos em 09/03/2011.

A RFB pede desculpas pelos transtornos e informa que tal ocorrência não causará prejuízos aos contribuintes envolvidos, que não precisarão dirigir-se às unidades da Receita Federal do Brasil para impugnação das multas indevidas, uma vez que os sistemas de controle da RFB farão o cancelamento automaticamente.

EFD PIS/COFINS – ESSA REALIDADE TE ASSUSTA?

11/03/2011 às 12:13 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Se você respondeu que não, deve ser em razão da experiência que possui em outros subprojetos (NF-e, EFD ICMS/IPI e CIAP) do Projeto SPED, certo?

É inegável que a participação nos outros subprojetos vai contar muito para o desenvolvimento e cumprimento dessa nova obrigação acessória da RFB, entretanto, essa assertiva deve ser tratada com maior prudência.

Em todas as outras inovações do Projeto SPED, uma obrigação acessória digital substitui outra já existente, fato este que contribui para a correta adequação as novas realidades impostas pelo FISCO.

Com a publicação da Instrução Normativa RFB nº 1052/2010 e a conseqüente criação da EFD-PIS/COFINS, os contribuintes foram pegos de surpresa.

Acostumados com uma obrigação acessória (DACON) que trata as contribuições de forma sucinta e somente gera um demonstrativo sintético da apuração, o leiaute exigido para a Escrituração Fiscal Digital do PIS/COFINS vem assombrando os profissionais envolvidos na área.

Imagine uma demonstração analítica, onde haverá necessidade de discriminar todos os créditos (incluídos aqueles não vinculados a documentos fiscais específicos), as retenções na fonte, as deduções diversas, e todos os documentos geradores de receitas, alcançados ou não pela incidência das contribuições em destaque.

Existem algumas perguntas que indicam precisamente se você está preparado ou não para esse desafio:

– Devem ser escriturados todos os documentos de entrada (serviços, mercadorias e ativos imobilizados)?

– Como definir os CST´s que vão ser utilizados nas escriturações de entrada?

– Existe diferença entre o Bloco M (Apuração) do PIS/COFINS para o Bloco E (Apuração) do ICMS/IPI?

– Haverá diferença na geração do arquivo entre contribuintes que utilizam a sistemática de apropriação direta do crédito e os que efetuam o rateio proporcional?

Pense e reflita como uma equipe de profissionais especializados no tema podem fazer a diferença na geração de um arquivo que cumpra os requisitos que a legislação exige e minimize os possíveis riscos de autuações.

Fonte: Blog SPEDNEWS.

Documentos para IRPF 2011

11/03/2011 às 11:52 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Imposto de Renda 2011

Prezado cliente,

A partir de Março iniciaremos a confecção da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2011.

Pedimos que verifique a relação abaixo e providencie o envio da documentação até a primeira quinzena de Março.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

ü Declaração de rendimentos recebidos de outras empresas (solicitar na fonte pagadora);

ü Declaração de rendimentos de aluguéis recebidos por intermédio de imobiliária (solicitar na imobiliária);

ü Recibos de aluguéis de pessoa física;

ü Extratos anuais de contas corrente e cadernetas de poupança (solicitar na agência bancária);

ü Relação dos dependentes, com grau de parentesco, data de nascimento e número do CPF;

ü Número da agência, conta-corrente e nome do banco para débito do imposto a pagar ou crédito da restituição de imposto de renda;

ü Pagamentos efetuados:

Ø Despesas com educação (solicitar na instituição de ensino);

Ø Despesas médicas (recibos);

Ø Despesas com INSS empregada doméstica;

Ø Despesas odontológicas (recibos);

Ø Pensão alimentícia;

Ø Contribuição à previdência privada (solicitar na agência bancária);

Ø Aluguéis (recibos).

ü Documentos dos bens adquiridos ou vendidos no ano de 2010 (veículos, imóveis);

ü Dívidas contraídas/empréstimos/financiamentos no ano de 2010.

Eventuais dúvidas podem ser tiradas em nosso telefone 3242-3233 opção 7 (direção geral), no e-mail atendimento ou pelo site www.ljcontabilidade.com.br

Documentos para IRPF 2011

11/03/2011 às 11:44 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

documentos necessrios – clientes LJ.docx

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.