IRPF 2011

15/03/2011 às 21:03 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Quem declara

Está obrigado a apresentar a declaração do Imposto de Renda em 2011 o contribuinte que no ano-base de 2010:
::: Recebeu rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.
::: Recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 22.487,25
::: Obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas
::: Obteve receita bruta da atividade rural em valor superior a R$ 112.436,25 ou pretende compensar, no ano-calendário de 2009 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2010
::: Teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro, de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil
::: Passou, em qualquer mês, à condição de residente no Brasil e assim permaneceu até 31 de dezembro
::: Optou pela isenção do imposto sobre a renda que incide sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias do contrato de venda
Está dispensado da declaração:
::: A pessoa física cujos bens comuns sejam declarados pelo outro cônjuge e não se enquadre em nenhuma das demais hipóteses de obrigatoriedade e desde que o valor total dos seus bens privativos não exceda R$ 300 mil
::: A pessoa física que, embora se enquadre nas hipóteses de obrigatoriedade, conste como dependente em declaração apresentada por outra pessoa física, na qual tenham sido informados seus rendimentos, bens e direitos, caso os possua
Declaração de isento:
Desde 2008, não existe mais a declaração de isento

TAXA PARA EMPREENDEDORES INDIVIDUAIS SOBE R$ 0,55

15/03/2011 às 14:16 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Aumento do salário mínimo de R$ 540 para R$ 545 impacta no valor da taxa fixa mensal paga pelo Empreendedor Individual. Para os empreendedores que têm atividade na área de serviço, a taxa aumenta de R$ 64,40 para R$ 64,95.

Por causa do aumento do salário mínimo de R$ 540 para R$ 545, a partir deste mês de março o valor da taxa fixa mensal paga pelo Empreendedor Individual também sofre reajuste. Para quem atua nos setores de indústria e comércio o valor passa de R$ 60,40 para R$ 60,95. Para os que têm atividade na área de serviço, a taxa aumenta de R$ 64,40 para R$ 64,95.

O reajuste do salário mínimo impacta na taxa do Empreendedor Individual por causa da forma como ela é composta. Além de R$ 1 de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para quem é da indústria ou do comércio e de R$ 5 para profissionais dos setores de serviço, são recolhidos 11% para a Previdência Social.

O carnê para pagamento da taxa fixa mensal é impresso na hora em que o empreendedor entrega a declaração anual de rendimento. O prazo para entrega da declaração ano-base 2010 termina no dia 15 de maio. A orientação do Comitê Gestor do Simples Nacional é que os empreendedores imprimam apenas os boletos referentes a janeiro e fevereiro, pois dentro de alguns dias conseguirão emitir o carnê com os dados atualizados.

A orientação para quem já emitiu o carnê com os boletos do ano todo é fazer nova emissão com os boletos de março a dezembro de 2011. Dentro de alguns devem estar disponíveis no Portal do Empreendedor os valores atualizados para impressão.

Saiba como se tornar um Empreendedor Individual em Florianópolis.

Fonte: Informações da Agência Sebrae de Notícias.

O que esperar para você e sua loja em 2011?

15/03/2011 às 12:49 | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

por Josemar Basso

A tendência é acontecer exatamente o que ocorreu no ano passado. É como receita de bolo: se batermos a massa sempre da mesma forma, com a mesma receita e os mesmos ingredientes, pode ter certeza de que teremos sempre o mesmo bolo.

Não adianta todo ano fazer uma listinha do que vai fazer no ano que vem se você não consegue se desapegar da rotina, se qualquer alteração em sua vida é uma coisa impossível de pensar. Ainda mais se você é daqueles que joga sempre a culpa nos outros.

Veja como é fácil fazer isso: ”O mercado não está favorável”, ”a equipe não está preparada”, ”hoje não, vamos começar amanhã”, ou então, ”não preciso de informações ou cursos, eu sei o que vai acontecer”. E assim por diante. Basta olhar-se no espelho e ver o filme do que você disse no ano passado sobre as mudanças que pensou fazer e não fez.

E pensar também em quantas pessoas deixou de consultar ou de quantos eventos deixou de participar, onde novas ideias foram trocadas. Quantas vezes ficou enfiado em sua loja sem sair achando que estava fazendo grande coisa, pois ”o olho do dono ajuda a engordar”. Engordar o que, se você não vê e nem usa outras maneiras de administrar?

Tudo dependerá de suas atitudes diante da equipe, dos fornecedores, dos clientes e principalmente diante de si próprio. Não adiantará culpar o mercado, o governo, os clientes, a equipe, sua mulher, a ”namorante” ou seja lá quem você costuma culpar pelos insucessos de sua loja. Se alguma coisa tem que mudar, deve começar por você mesmo antes de querer mudar sua loja e as pessoas ao seu redor.
Se analisarmos friamente nossos negócios veremos que o sucesso depende de fazer o óbvio, mas costumamos querer ”marquetear”, dando novos nomes e estas obviedades.

Sua equipe está preparada? Desde o conhecimento dos produtos, das condições de entrega e financeiras, ao merchandising da loja e à apresentação pessoal de cada colaborador?
Seu mix está adequado ao perfil dos clientes? Ao momento que o mercado está atravessando? Ao que o consumidor está procurando? Seus preços são competitivos? Qual o nicho de mercado que você está trabalhando? Sua loja tem um bom merchandising ou mais parece um depósito bagunçado, sujo, caixas abertas, corredores atravancados?

E você? O que está fazendo hoje diferente do que fez ontem para mudar o que precisa ser mudado, em você e na sua loja?

Josemar Basso é administrador de empresas, consultor e palestrante. Contato: josemarbasso

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: